Luis Borges - Assessoria em Gestão



Gestor Financeiro

José Flávio Bontempo Resende*


A empresa se relaciona financeiramente com seu meio ambiente de forma sistemática.

Permanentemente, mercadorias são compradas e vendidas, fornecedores são pagos, duplicatas são recebidas, bancos são utilizados, impostos são recolhidos, salários são pagos, enfim existem várias “trocas financeiras” entre empresa e seu ambiente.

O ciclo operacional da empresa é um processo contínuo de transformação de mercadorias (e serviços) em numerário. Este processo não flui de forma regular e contínua. Estoques ficam ociosos enquanto não forem vendidos e entregues. Faturas precisam ser emitidas e cobradas com presteza para assegurar o retorno do numerário ao caixa.

A função principal do administrador responsável pela gestão financeira é assegurar o equilíbrio financeiro da empresa. Ou seja, assegurar a compatibilização entre as saídas de caixa para honrar as obrigações assumidas e os ingressos de recursos provenientes de venda de produtos e serviços.

Esta pessoa deverá buscar a otimização dos resultados da empresa, através da utilização plena dos recursos humanos e materiais à sua disposição Para isso é necessário o envolvimento das demais áreas da empresa, cujos executivos precisam conhecer os princípios de gestão do caixa e o impacto das decisões de suas áreas nas disponibilidades da empresa. Dessa forma, juntos, poderão evitar os “problemas de caixa” - situações que se caracterizam por um acentuado descompasso entre ingressos e saídas de caixa.

Tais desafios exigem decisões rápidas, arrojadas e muitas vezes bastante criativas não havendo mais espaço para as administrações empíricas, morosas com controles informais que na maioria das vezes não refletem com precisão a realidade dos fatos.

Na área financeira mais especificamente, devemos pensar em obter controles modernos e eficazes, que forneçam dados concretos, a fim de proporcionar um suporte adequado para a tomada de decisões e para a avaliação do desempenho da empresa.

Neste contexto, o planejamento financeiro, a demonstração gerencial de resultados, o balanço gerencial e as estratégias de custos são controles gerenciais importantes para a área financeira das organizações, que julgamos fundamentais para o gerenciamento eficaz do setor financeiro, capazes de posicionar os responsáveis sobre as diversas situações em que a empresa se encontra e também auxiliar no planejamento orçamentário.



* Mestre em Engenharia da Produção, Professor Universitário, Consultor Empresarial e Palestrante. jflavio@uai.com.br



Mais artigos: http://www.luisborges.com.br

Luis Borges - Assessoria em Gestão
Telefax: (31) 3213-0022
http://www.luisborges.com.br